≡  

Ponha o lixo pra fora

comentarionegativo-belezamista-01

Vou contar uma coisa pra vocês:

Eu sou um dos seres humanos mais tapados desse mundo.

Juro pela minha mãe. Eu faço muitas coisas sem pensar, sou brincalhona, piadista, e várias vezes, algumas das minhas atitudes já magoaram alguém.

Mas sabe o que é engraçado? Na grande maioria das vezes, eu descobri isso sozinha.

Sim, porque a maioria das pessoas têm uma mania que, na minha opinião, é uma das mais irritantes que um ser vivo pode ter:

Não fala o que o aborreceu.

Eu já tive um namorado que, cada vez que brigávamos, ele começava a desenterrar coisas do passado, tipo “Mas teve aquela vez que eu fui no cinema ver o filme que você queria, e depois na semana seguinte você não quis ver um filme que eu estava afim”. E sempre que eu questionava porque ele não havia me falado as coisas na época que elas aconteceram, eu ouvia a mesma resposta:

“Por que achei melhor deixar pra lá”.

Deixou mesmo?

Se deixou pra lá, então porque jogou as coisas na minha cara meses depois?

Eu, quando era adolescente, tinha essa mesma mania, de ficar guardando pra mim as mágoas das coisas que as pessoas fizeram. Nunca falava pra ninguém porque estava chateada com alguma coisa, sempre guardava todas em uma caixinha no meu cérebro com uma etiqueta dizendo “coisas pra deixar pra lá”.

Mas a verdade é que as “coisas para deixar pra lá”, quando ficam dentro de nós, não conseguem ser deixadas pra lá. Por um motivo óbvio.

Estão dentro de nós.

O que acontece com o lixo se você não joga fora? Ele fica lá, incomodando e ocupando espaço, certo?

Penso que acontece a mesma coisa com as mágoas.

Li uma frase uma vez que dizia:

“Sentir mágoa é como segurar um carvão em brasa, onde apenas a pessoa que o segura está se machucando”

E é exatamente isso o que eu penso. Na maioria das vezes, a pessoa que provocou essa mágoa nem sequer sabe o que te fez e que te deixou chateada. Se é você quem está chateado e que está guardando essa mágoa dentro de si, então é você que tem que procurar resolver esse problema.

Eu resolvi parar com essa mania de guardar tudo para mim a muito tempo. Comecei a chegar nas pessoas e a colocar tudo o que sentia para fora. Fosse em forma de conversa, de carta, por mensagem, o que quer que fosse.

E senti o quanto isso é libertador.

A maioria das pessoas olhava e falava “Nossa, não fazia ideia de que isso havia te chateado! Me desculpe”. Mas até mesmo as que deram de ombros com ar de “tanto faz” não me afetaram, por que eu havia feito a minha parte, que era falar. E é isso o que você tem que ter consciência:

Fale.

Pare de engolir tudo o que você sente.

Abra seu coração pras pessoas em relação ao que você está sentindo.

Não gostou de alguma coisa? Ponha pra fora. Precisa desabafar uma situação que não te fez bem? Desabafe.

Mas pare de ficar guardando tudo pra você.

Guardar o lixo dentro de casa não vai fazer com que ele suma sozinho. Por mais que você coloque ele em um canto que quase nunca veja. Uma hora, todos esses “lixos” juntos vão se acumular de uma maneira que não terá mais como ignorá-los.

Está na hora de começar a pôr o lixo pra fora.

ÚLTIMOS VÍDEOS DO CANAL