≡  

“Como eu era antes de você” e “Depois de você” – Jojo Moyes

comoeueraantesdevocê-depoisdevoce-jojomoyes-livro-01
Olá, amores! Como vocês sabem, eu amo ler, e faz tempo que não faço resenha de livros aqui no blog, né? É porque eu não estava lendo muito por falta de tempo, admito hahaha!

Mas, como estava chegando aos cinemas o filme “Como eu era antes de você”, e eu odeio ver filme sem ter lido o livro primeiro, resolvi correr para lê-lo, e já aproveitei para ler a continuação também, o “Depois de você”. Vamos saber mais sobre eles:

comoeueraantesdevocê-jojomoyes-livro-01
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com a família, trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego, e consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Eu gostei do livro, e gostei da reflexão que ele trouxe a respeito da vida de um deficiente físico. A autora, Jojo Moyes, tentou nos mostrar o que uma pessoa que se torna deficiente devido a um acidente sente ao ter que depender de outras pessoas pra tudo, como alguns locais não estão preparados para receber quem está em uma cadeira de rodas e a frustração que essas pessoas passam.

Mas atenção: esse não é um livro romântico e grudento, do tipo que um casal se apaixona logo de cara e já começam a viver uma linda história de amor. “Como eu era antes de você” traz uma reflexão sobre os rumos que você toma na sua vida, as consequências que isso traz e a chance de um recomeço – o romance é só uma pequena parte da trama, na minha opinião. Achei uma leitura bem bacana, vale a pena.

#SPOILERALERT

Muitas pessoas criticaram o final do livro. Do ponto de vista espiritual (eu sou espírita kardecista), sim, eu concordo que uma pessoa não tem o direito de se matar e tirar a vida que lhe foi concedida. Do ponto de vista fisioterapêutico (sim, eu sou fisioterapeuta), eu sei que existem muitos recursos para melhorar a vida de deficientes físicos e que a ciência avança para conseguir que, cada vez mais, os deficientes tenham mais qualidade de vida. 

Porém, eu entendi o lado de Will. Seus pais estavam à beira da separação, e só continuaram no infeliz casamento que tinham depois do acidente do filho para dar apoio a ele, e Louisa, que sempre se acomodou com a vida sem ambições que levava, estava prestes a começar a se acomodar de novo ao se apaixonar por Will. Junte tudo isso à frustração do personagem em não poder mais mover o corpo do pescoço pra baixo e pronto, foi o suficiente para mandá-lo para a clínica de suicídio assistido.  Eu sei que muitas pessoas acharam egoísta a atitude do personagem, mas na minha opinião, acho que seu suicídio foi a maneira que Will encontrou para não ser egoísta com ninguém – nem com sua família, nem com Lou, e nem com ele mesmo.

O filme está passando nos cinemas, e caso tenha interesse em assistir, fica aqui o trailer:

depoisdevoce-jojomoyes-livro-01
Sinopse: Em “Depois de você”, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto, e vê que sua vida não está tomando o rumo que Will desejou que ela seguisse. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

Esse livro, na minha opinião, é muito melhor do que o primeiro. Mostra como Will deixou instruções e condições para Louisa seguir uma nova vida – e como ela tem dificuldade de se desprender do passado e curtir o presente. Por muitas vezes, você vai ter vontade de entrar dentro do livro, chacoalhar essa menina e falar “Minha filha, acorda pra vida!” – eu pelo menos, tive essa vontade o tempo todo. Mas, conforme ela vai se recuperando do luto, abrindo o coração para uma pessoa nova entrar na sua vida e finalmente, vivendo, a história vai ficando mais e mais interessante. Você lê o livro todo com a curiosidade aguçada para descobrir qual o destino de Lou, e até o último minuto, fica pensando se ela vai continuar presa ao Will ou se vai conseguir seguir em frente.

Ah, e quem é a pessoa do passado de Will que surge pra dar uma chacoalhada na vida de Louisa? Só lendo pra descobrir – e confesso que, por essa, eu não esperava.

Espero que tenham gostado da resenha de hoje! Tem algum livro pra me indicar? Deixa aqui embaixo nos comentários!

Beijos!

 

 

ÚLTIMOS VÍDEOS DO CANAL